Mais coisas interessantes:

Segundo passo para seu relacionamento dar certo

terça-feira, 26 de janeiro de 2010


Como eu já havia dito na postagem 10 PASSOS PARA MANTER SEU CASAMENTO LONGO E FELIZ não considero que esses passos sejam independentes uns dos outros (não deixem de ler o primeiro passo), mas vamos lá ao segundo passo então:
 
Aceitar o outro(a), como ele é.
No início do relacionamento, na fase que chamam de paixão, tudo é lindo e maravilhoso. Seu amor pode fazer qualquer coisa que você acha uma desculpa para não implicar e ver o mundo como um lindo campo de flores, seja você homem ou mulher. Mas... passado esse primeiro momento começam aparecer os senãos. Aquela camisa já não cai tão bem e você vai ficar sem graça das suas amigas verem ele assim, a saia dela já está curta demais e seus amigos vão ficar olhando e o tempo vai passando. Vocês se casam e... aí tudo piora! Um acha que o lugar do cinzeiro é encima da mesa de centro e o outra acha que nem cinzeiro devia ter. A toalha que ficou encima da cama é motivo para uma briga sem tamanho e a louça na pia para deixar de se falarem por dois dias. Isso tudo não importava no início do relacionamento e agora? Passaram a ser as coisas mais importantes. Cada um de vocês acredita que o seu modo de ser é o melhor, o mais correto e o que tem que prevalecer é seu modo de pensar e que o outro tem que mudar para se adaptar ao seu pensamento e sua forma de ver as coisas.
Agora me digam. Quem disse que essa forma é a certa? Seu pai? Sua mãe? Seus amigos? E a do seu parceiro(a)? Provavelmente também foi ensinado pelo pai, mãe, tios e amigos ao longo da vida.
Como desde o início deixei claro, estou baseando estes posts na minha experiência pessoal e lhes digo, se você aceitar o outro como ele é vai economizar 95% da energia que iria gastar nelas (nas brigas) e que poderá ser direcionada para tentar entender e se adaptar as diferenças que com certeza aparecerão ao longo da vida. Quando um de nós abre mão de alguns de seus preceitos, o outro automaticamente também percebe isso e segue o mesmo caminho.
Eu lhes digo, são 22 anos sem brigas! Esse sentimento de aceitação faz com que queiramos não desagradar também e vira um círculo vicioso do bem.
Tentem e não vão se arrepender.
 
Conto com a visita de vocês e com seus comentários.
 
Cris Prata

Ganhe você também com seu site/blog