Mais coisas interessantes:

Filho mata pai a facada durante briga em casa. Eu conhecia pai e filho... Onde vamos chegar?

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010


No sábado, 23/01/2010, aconteceu um crime, que poderia ser mais um, mas para mim não foi...
Os personagens dessa tragédia eram meus conhecidos.
Segue a reportagem de hoje no O Dia:
Um rapaz de 19 anos matou o pai com uma facada, na noite de sábado, em Bonsucesso. Wagner Galante confessou o crime contra Anselmo Adonias Galante, 44 anos, que foi ferido na altura do pulmão. Parentes e vizinhos contaram que os dois se desentendiam com frequência. A polícia investiga se o rapaz estava sob o efeito de crack, conforme testemunhas contaram.

"Nos atracamos, tomei a arma dele e, quando me dei conta, percebi que estava morto, todo ensanguentado. Eu o atingi, sem querer, embaixo do braço. Agora, fico pensando: caraca, o que foi que eu fiz?", disse Wagner a O DIA. Em depoimento à polícia, ele admitiu ser usuário de crack, mas disse que não usara a droga sábado.

Preso sem reagir

Wagner foi preso em casa por policiais do 22º BPM (Maré) e não reagiu à prisão. O jovem contou aos policiais da 21ª DP (Bonsucesso) que a briga começou porque o pai teria discutido com dois amigos do jovem, que foram identificados apenas como João e Nivaldo, e o rapaz ficou do lado deles. "Meus amigos não gostavam dele, porque quando bebia falava mal e brigava com todo mundo", afirmou Wagner.

Pai e filho passaram todo o dia bebendo e discutindo. Já à noite, num churrasco na casa de um vizinho, Wagner teria evitado briga do pai com os amigos, e então Anselmo foi em casa e pegou duas facas. O rapaz diz ter desarmado o pai e o jogado no chão. Vizinhos expulsaram Anselmo do churrasco. Wagner, em seguida, foi à casa do pai, onde acabaram se atracando. O rapaz foi autuado por homicídio doloso e preso na 52ª DP(Nova Iguaçu).

A polícia ainda procura a arma do crime, que Wagner teria arremessado no telhado da casa do pai, segundo testemunhas. Mãe da vítima e avó do assassino, Jeanete da Silva Galante, 68 anos, estava na residência do filho quando houve o crime. Ela chegou a gritar por socorro quando ouviu a briga, em vão. "Wagner é violento. Ano passado ele machucou o ombro do Anselmo. As brigas eram constantes", contou um vizinho.

O rapaz morava em Maricá. Há seis meses, se mudou com mulher e filho de 2 anos para a mesma vila do pai e da avó, por insistência de Anselmo, que vivia do aluguel de casas no local. "Wagner ganhava R$ 600 trabalhando num lava-jato, e o pai ainda dava uma mesada de R$ 500, apesar das inúmeras brigas", desabafou um amigo.
Segundo a 21ª DP (Bonsucesso), Wagner tem duas anotações criminais por lesão corporal, em 2005 e 2008.

Assassino alega que sofria maus tratos

Na carceragem da Polinter, ontem, Wagner disse a O DIA que sofria com os maus tratos do pai, sempre que este bebia. Segundo o rapaz, Anselmo teria tirado com ácido uma tatuagem de sua perna, quando ele tinha 15 anos. "Quando ele estava bom, era uma beleza. Mas quando bebia se transformava. No Natal de 2007, ele me agrediu e eu perdi o respeito por ele. Dei um soco."
A bebida, as drogas... era tudo evidente e triste de se ver todos os dias. Não dá pra entender porque algumas pessoas tendo chances iguais seguem por caminhos diferentes. Uns se superam, usam a terra para subir até o alto do poço, como na mensagem que enviei ontem aqui pro blog mesmo e outros, a usam para se enterrar, o que infelizmente foi o caso desse menino Wagner, que ao contrário do que diz na reportagem do O Dia, era filho deste casamento do Anselmo sim.
 
A muito tempo penso que tudo mudou, virou de cabeça para baixo... filhos não respeitam mais seus pais e quando isso não acontece, vão respeitar a quem? Mas os pais também não se dão ao respeito! O que fazer então? Precisamos de uma reforma moral ou como as piores previsões nos dizem, chegamos ao final do mundo...
 

Ganhe você também com seu site/blog